Projeto do edifício de Zaha Hadid na praia de Copacabana.

Projeto do edifício de Zaha Hadid na praia de Copacabana.

Arquiteta iraquiana mundialmente conhecida, Zaha Hadid realiza seu primeiro projeto em terras brasileiras. O prédio de 11 andares será construído na Avenida Atlântica, na praia de Copacabana, no Rio de Janeiro.

A pedido do empresário, Omar Peres, Zaha Hadid criou um prédio de 41 metros de altura que possui fachada semelhante a uma espinha dorsal, onde cada pavimento forma uma vertebra estilizada. O edifício terá finalidade residencial e contará com 30 apartamentos, cinema, spa e uma bela piscina em sua cobertura.

Hadid diz que “o projeto mantém a composição formal libertadora e o fluxo espacial inerente a rica tradição modernista do Brasil e se envolve com o ritmo único e vitalidade da cultura de praia urbana de Copacabana, bem como a fluidez do seu famoso calçadão Burle Marx”.

O edifício terá o nome de “Casa Atlântica” e, segundo os desenvolvedores, dará uma nova vitalidade estética para a cidade.

O prédio de Zaha Hadid e seu entorno na Avenida Atlântica.

O prédio de Zaha Hadid e seu entorno na Avenida Atlântica.

Sucesso e ousadia

Zaha Hadid nasceu em Bagda, no Iraque e se formou em matemática pela Universidade Americana de Beirute. Logo depois, se encantou pela arquiteturae foi estudar na Archtectural Association de Londres, onde também se tornou professora anos depois.

Vencedora de muitos concursos internacionais de arquitetura, Hadid possui um trabalho bastante conceitual, sendo até criticada por ter muitos projetos não construídos. Sua ousadia estética foi tão revolucionária que muitos questionavam se seus projetos realmente poderiam ser concretizados.

O tempo e a qualidade de seu trabalho mostraram que sim. Hoje, Zaha Hadid assina projetos impressionantes na Inglaterra, Itália, Arábia Saudita, China e Dubai.

Zaha Hadid foi a primeira mulher a receber o prêmio Pritzker, conhecido como o Nobel da arquitetura. A premiação leva em conta toda a carreira e os conceitos criados e utilizados pelo arquiteto.

O júri do Pritzker destacou no texto que justifica a escolha do premiado que “não é de surpreender que um dos arquitetos que a senhora Hadid mais admira seja outro ganhador do prêmio, o preeminente sul americano, autor de Brasília e de outros grandes projetos, Oscar Niemeyer. Eles dividem certo destemor em seus trabalhos e ambos têm medo de correr o risco que inevitavelmente acompanha seus respectivos vocabulários de formas visionárias arrojadas.”

 

A arquiteta Zaha Hadid.

A arquiteta Zaha Hadid.