construção sustentável

Construção sustentável: melhor para o bolso e para o meio ambiente

Edificações que não seguem os critérios de uma construção sustentável consomem mais energia e água, e ainda prejudicam – e muito – o meio ambiente

construção sustentávelQuando se fala em construção sustentável, a primeira coisa que muitos pensam é que a obra ficará mais cara. Acreditam, também, que a mão de obra deverá ser especializada, o que também encareceria o projeto. Pois saiba que quem pensa assim, está enganado!

Os procedimentos de construção sustentável, além de proporcionar ganhos ecológicos, ainda geram ganhos financeiros. As vantagens começam desde a construção e a compra dos materiais, e não terminam com a obra finalizada: a economia se estenderá por toda a vida útil da edificação.

Para começar a entender melhor a importância da sustentabilidade na arquitetura e engenharia, é importante destacar que a construção civil é uma das atividades humanas que mais impacta negativamente o meio ambiente. No Brasil, cerca de 35% dos materiais retirados na natureza todos os anos é destinado à construção, como madeira, metais, areia, rochas, etc.

As edificações que não seguem os critérios da sustentabilidade consomem mais energia e água. Além de prejudicarem o bolso, ainda prejudicam – e muito – o meio ambiente. Esses efeitos negativos podem ser facilmente anulados com um bom projeto, além do uso de materiais ecologicamente corretos.

Dicas para construções mais sustentáveis

Pequenas mudanças são capazes de trazer grandes resultados. Confira essas dicas para uma casa e uma construção mais sustentável:

– No projeto, aproveite o máximo possível da luz solar: isso trará economia de energia e ambientes mais agradáveis e iluminados;

– Faça sistemas de captação de água da chuva: eles são baratos e diminuem consideravelmente o gasto com água;

– Instale aquecedores solares: eles utilizam o calor do sol para esquentar a água, economizando energia no uso dos chuveiros;

– Faça isolamento térmico no telhado e, se necessário, nas paredes: a temperatura dos ambientes fica muito mais agradável e os custos de energia com climatização diminuem muito.

– Na escolha dos materiais, dê preferência aos provenientes da reciclagem e recicláveis: a Lã de Pet para isolamento térmico e acústico, por exemplo.

– Use chuveiros econômicos e lâmpadas da LED ou econômicas: elas irão diminuir o consumo de energia;

– Prefira os andaimes modulares de metal aos de madeira: eles podem ser reutilizados sempre que necessário, e reduzem a geração de resíduos da obra;

– Separe as sobras da construção que podem ser reutilizadas: tijolos, pedaços de cano, de ferro, de lã de pet, de madeira podem ser armazenados para futuras obras. Separe também aquelas que podem ser recicladas e encaminhe para a reciclagem.