certificação sustentável

Curitiba terá prédio com certificação sustentável inédita e recarga gratuita para carro elétrico

Certificação sustentável: Dois empreendimentos da Laguna estão em processo de certificação GBC Platinum do Green Building Council. Geração fotovoltaica de energia e NetZero Transporte são características dos residenciais

certificação sustentávelCertificação sustentável: Construções sustentáveis cresceram 79,6% nos últimos cinco anos na região Sul do Brasil, segundo dados do Green Building Council (GBC) – praticamente o dobro da média brasileira: 41% no mesmo período. Tamanha representatividade regional fica traduzida nos frequentes lançamentos de empreendimentos com esse apelo, de acordo com a Gazeta do Povo. O ano de 2018 termina com uma conquista: o processo de certificação sustentável inédito no Brasil, o GBC Platinum, para os empreendimentos Almáa Cabral e Mai Terraces.

Durante a 5ª Smart Energy CIEI&EXPO, evento que será sediado em Curitiba entre os dias 5 e 7 de novembro, será formalizado o processo de certificação de ambos os empreendimentos.

No caso do Almáa Cabral, com previsão de entrega para 2021, o processo de certificação está vinculado ao projeto de geração de energia que garante o abastecimento dos carros elétricos dos moradores. Cada unidade residencial terá direito a uma vaga de garagem com 100% da necessidade dos veículos elétricos garantida pela autogeração, o que faz do empreendimento o primeiro do país com esse serviço.

“Incentivamos a discussão sobre alternativas verdes e edificações sustentáveis. Temos isso como compromisso com a sociedade e com nossos clientes”, explica André Marin, diretor de incorporação da empresa que detém mais certificações sustentáveis na Região Sul.

Marin explica que o que possibilitará essa grande geração de energia no Almáa é o fato de ele ser um empreendimento horizontalizado. São seis pavimentos e no terraço serão instaladas 214 placas fotovoltaicas, que gerarão 30% da energia utilizada pelo condomínio, além de abastecer as vagas de garagem para carros elétricos.

O outro empreendimento em processo de certificação na mesma categoria é o Mai Terraces. Por ser composto por três torres de 24 pavimentos, as placas fotovoltaicas serão responsáveis pela geração de 30% das necessidades de energia do condomínio, mas ele terá um ponto de carregamento para carro elétrico disponível para os moradores. Além disso, outras características como materiais usados, conforto térmico e reuso de água de chuva contribuirão para menor emissão de CO².

Marin confirma ainda outra iniciativa sustentável para os dois empreendimentos: ambos terão um carro elétrico disponível para uso do condomínio.

Bruno Martinez, engenheiro da Petinelli — empresa paranaense que trabalha com consultoria especializada em construções sustentáveis e presta serviço para a Laguna –, aponta que a tendência é que a região Sul do Brasil siga na vanguarda do desenvolvimento de empreendimentos sustentáveis. “O número de lançamentos com certificação no Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul é muito superior à média nacional e se aproxima de países da Europa, com a Alemanha”, diz.

Netzero Transporte

A estimativa para 2025 é que as vendas globais de carros elétricos poderão superar 10 milhões de unidades por ano, segundo estudo elaborado pelo Itaú BBA. No início de 2018, a frota mundial era de aproximadamente 3,2 milhões. Além disso, a Uber anunciou este mês que, até 2025, toda a sua frota de carros em Londres será de veículos elétricos, como parte do plano Ar Limpo. Grandes montadoras como Nissan, Chevrolet e Toyota, têm investido pesado no mercado mundial e desenham planos para desembarcar seus carros no Brasil já em 2019.

A explicação vem de alguns fatores: carros elétricos poluem menos, dão menos manutenção e o preço do combustível não está ligado aos combustíveis fósseis. “A tendência das construções sustentáveis é proporcionar estrutura para carros elétricos. É isso que estamos antecipando em nossos empreendimentos com o projeto NetZero Transporte”, diz Marin.