escola sustentável

Escola sustentável no Uruguai é a primeira da América Latina a ser feita de forma totalmente sustentável

No Uruguai funciona a primeira escola sustentável pública da América Latina. A “Una Escuela Sustentable” atende crianças de uma comunidade rural de Jaureguiberry, onde vivem 500 pessoas.

escola sustentávelCerca de 60% dos materiais utilizados para construir a escola sustentável eram objetos recicláveis, como papelões, pneus, garrafas de plástico e latas de alumínio. O edifício de 270 metros quadrados foi erguido em sete semanas graças ao trabalho de um grupo formado por 200 pessoas, entre voluntários e estudantes do Uruguai e de outros trinta países.

O projeto foi criado pelo arquiteto americano Michael Reynolds, dentro do conceito que ele chama de earthsip: uma forma de alcançar o máximo de aproveitamento de elementos naturais: a água, o vento, a terra e a energia solar.

O prédio tem a face voltada para o lado norte, para aproveitar a luz e a energia solar em um corredor de vidros onde há coletor de energia. A escola ainda tem um sistema de captação de água da chuva e de energia eólica, além de uma horta orgânica. Em maio de 2016, o projeto ganhou o prêmio “Educação para um desenvolvimento sustentável” da Organização Mundial para a Educação Pré-Escolar.

Atualmente, cerca de 45 crianças estudam no colégio e recebem, além de outros conteúdos, aulas sobre recursos naturais e meio ambiente. Uma forma de preparar as futuras gerações para uma vida sustentável, na teoria e na prática.

Em seu canal no Youtube, a Escola Sustentável publicou um vídeo com depoimentos de pessoas que fizeram parte do projeto e imagens do seu processo de construção. No vídeo, o arquiteto Michael Reynolds fala sobre a importância do projeto. “É ensinar as pessoas da mesma forma que ensina a leitura, a escrita, a matemática. Ensinar a lógica do planeta”. Assista: