mostra container

Mostra Container acontece em Curitiba até 21/09

A casa que abriga a Mostra Container é a primeira de Curitiba a receber o selo sustentável na modalidade Casa da GBC Brasil (Green Build Council), categoria ouro, uma certificação de sustentabilidade reconhecida internacionalmente

mostra containerA primeira edição da Mostra Container, realizada em Curitiba até o início da Primavera, reúne o trabalho de 30 profissionais da arquitetura e design e apresentam uma tendência mundial: sustentabilidade e consciência ambiental. São 23 ambientes que compõem a casa se distribuem em 375 m² em dois setores: área de viver e estar no térreo e área de criar no primeiro andar, de acordo com o Bem Paraná.

Tatiana Hultmann Stavitzki, idealizadora do projeto e coordenadora geral da Mostra Container, explica que o objetivo é mostrar que é possível buscar alternativas mais viáveis, do ponto de vista da sustentabilidade, no setor da construção civil. Além disso, a casa também tem sido uma grande escola. Ela revela que durante três anos, os arquitetos e designers puderam desenvolver suas aptidões em construção sustentável, por meio de cursos oferecidos. “Também foram feitas palestras em universidades do Paraná sobre o assunto e mais de dois mil alunos já tiveram a chance de conhecer e aprender com a ideia.  Nosso grande intuito é contribuir para mudar a consciência das pessoas sobre a sua forma de viver e construir; precisamos nos unir e encontrar soluções para o problema do uso indevido de recursos naturais, estar alinhados com a visão 2050, para um mundo melhor”.

A casa que abriga a Mostra Container é a primeira de Curitiba a receber o selo sustentável na modalidade Casa da GBC Brasil (Green Build Council), categoria ouro, uma certificação de sustentabilidade reconhecida internacionalmente. Além disso, é a primeira CASA de container e steel frame do Brasil a receber esse tipo de certificação. A GBC considera critérios de inovação, liderança, responsabilidade social e gestão ambiental.

Espaços

São 23 espaços amplos projetados e decorados para oferecerem conforto. No espaço Zen, por exemplo, a inspiração é nos jardins japoneses, onde o arquiteto Luiz Maingué explora o contraste entre o preto e o branco e entre os elementos da natureza no entorno. Na sala de jantar e estar, O resultado foi uma sala ampla, integrada (a porta do container que se abre favorece essa integração), com iluminação automatizada que permite diferentes cenários. Na porta principal de acesso feita de aço, há um sensor para identificação das digitais e, na área de circulação, há sistema de energia emergencial que é acionado por controle remoto e celular. O espaço foi projetado com base em 3 “A”s: Amor, Amizade e Arte.
Na cozinha, o projeto é assinado arquiteta Daniela Cerbatto e a designer Claudia Novak. A sofisticação se faz presente em detalhes como a escolha da paleta de cores e pelo tampo da bancada em Mármore Paraná, mas sem deixar de lado a funcionalidade.

Recursos

Além de ser construída predominantemente em container, a casa também adota o método construtivo steel frame, que se caracteriza por gerar menos resíduos do que as construções tradicionais. “De acordo com documento oficial da visão 2050 do Brasil, o setor da construção civil é um dos maiores consumidores de energia e recursos naturais. Sua cadeia produtiva é responsável por 75% da extração desses recursos, entre água, madeira e minerais, gerando cerca de 50% dos resíduos sólidos urbanos e o desperdício dos materiais pode chegar a 40%; por isso é preciso repensar a forma de projetar e construir e adotar métodos alternativos e funcionais”, explica Tatiana.

Mais de 20% da energia elétrica utilizada é produzida na própria casa, por meio de painéis fotovoltaicos. Além disso, outras medidas foram adotadas, como o aproveitamento da luz natural com a instalação de grandes janelas, eletrodomésticos e lâmpadas mais eficientes, conjunto que proporciona uma economia de mais de 30%.

Há também um sistema de aproveitamento de água da chuva, que é captada pelo telhado, tratada e abastece duas bacias sanitárias, sendo uma delas convertida para a limpeza geral da casa.

Serviço

Visitas agendadas. Período: 15/08 a 21/09.

Horários: seg-sex: 13h30 / 15h30 / 17h30 / 19h30 / | sáb: 11h30 |

Endereço: Estr. Ângelo Pianaro, 1631 – Butiatuvinha, Curitiba – PR