tecido não tecido

TNT: o que é o “Tecido não tecido” e qual a utilização?

Tecido não tecido é conhecimento popularmente como TNT. Talvez você não saiba exatamente o que é e para que serve, por isso vamos te contar! Enquanto o tecido é fabricado utilizando  tear, a avançada tecnologia da indústria permite a obtenção de tecido não tecido sem a necessidade destes equipamentos.

O tecido não tecido tem ainda várias outras denominações, inclusive, em outros idiomas:  nonwoven (inglês), notejido (espanhol), tessuto nontessuto (italiano), nontissé (francês) e vliesstoffe (alemão).

O produto é definido pela norma NBR-13370 e caracterizado como estrutura plana, flexível e porosa, constituída de véu ou manta de fibras ou filamentos, orientados direcionalmente ou ao acaso. A estrutura pode ser elaborada por processo mecânico (fricção), químico (adesão) ou térmico (coesão), ou ainda pela combinação de dois ou dos três processos.

O resultado é tão satisfatório quanto os tecidos obtidos utilizando algodão, com a mesma qualidade e maciez. Ele pode ser produzido a partir da garrafa PET. A obtenção do produto, tendo como base o reciclável, deixa o processo produtivo sustentável. A Trisoft é uma companhia que fabrica o tecido não tecido utilizando o PET como matéria-prima, sem usar uma gota d’água durante a fabricação.

História do tecido não tecido

Não há uma data exata para o início da fabricação. Estudiosos afirmam que o tecido não tecido surgiu no Egito, por volta do ano 2400 a.C. A partir de 1930, nos Estados Unidos, começaram fabricações de tecido não tecido a partir da celulose. Por volta de 1957, uma estrutura semelhante ao TNT começou a ser fabricada em equipamentos da indústria de papel.

A invenção para obtenção do tecido não tecido pode ser conferida à carta Britânica nº 114, concedida em 1853 a Bellford. Começaram a surgir o uso de cardas, esteiras de transporte, impregnação, secagem para fabricação da manta ou almofadas de algodão para indústria de estofados e colchões de mola. Com multicamadas, estes produtos podem ser fabricados em qualquer espessura.

O processo de consolidação por agulhagem data do final do século XVIII, quando a primeira agulhadeira foi produzida na Inglaterra, mas foi conhecida a partir de 1920. Na década de 50, começaram a ser instaladas as primeiras e grandes fábricas de Nonwoven da América do Norte, México e Europa.

tecido não tecidoA década de 60 marca o lançamento do tecido não tecido no mercado como matéria-prima industrial e como produto de consumo. Aparecem as primeiras patentes e, na década de 70, a indústria domina as tecnologias e populariza o tecido não tecido.

Atualmente, a tecnologia para obtenção do tecido não tecido permite ser sustentável. A Trisoft produz o tecido não tecido sem a necessidade de água. O POLYDIM é a marca de tecidos não tecidos da Trisoft, produzidos a partir de fibra 100% poliéster. A alta tecnologia e matérias-primas nobres utilizadas na linha POLYDIM permitem sua aplicação nos mais diversos segmentos de mercados industriais, como a construção civil, calçadista, automobilística, filtração, entre várias outras.