cobogó

Trisoft traz o Cobogó como aliado na decoração

O cobogó auxilia no tratamento acústico, e também é utilizado como divisória e separador de ambientes

cobogóCobogó  funciona perfeitamente como divisória, traz um novo olhar para o ambiente, pode conferir tratamento acústico que auxilia na reverberação de ruídos e é uma ótima opção decorativa para qualquer ambiente. O cobogó Trisoft é o único do mercado a oferecer tratamento acústico somado à passagem de luminosidade, ventilação, além de ser um poderoso auxiliar no design de interiores.

Os cobogós conquistaram destaque e força na decoração e arquitetura nos últimos anos, com novos formatos, acabamentos e modelos. Com isso, surgiu um novo leque de usos tanto na arquitetura de interiores como na construção civil. Os elementos vazados e cobogós são muito usados na arquitetura para dividir ambientes, deixando passar luminosidade e ventilação.

Os materiais de parede inteligentes, quando utilizados, podem ajudar de diversas maneiras: na economia de horas de trabalho valiosas durante a fase de construção, bem como na economia de custos com areia, cimento e água, proporcionando um ambiente saudável livre de tóxicos e muito mais…

A Trisoft possui em seu portfólio diversos padrões e colorações de Cobogós, feitos com fibras de garrafas PET, reciclados e 100% recicláveis. O produto integra o portfólio Trisoft, composto pelas diversas Soluções Acústicas Integradas da empresa, e que são capazes de proporcionar infinitas possibilidades de trabalho em espaços residenciais e corporativos. “O Cobogó melhora a inteligibilidade do som e trata a reverberação do ambiente, renovando a criatividade na decoração com um diferencial incrível”, conclui Maurício Cohab, Diretor da Trisoft.

Cobogós

A palavra cobogó nasceu das iniciais dos sobrenomes de três engenheiros que, no início do século 20, trabalhavam no Recife e junto idealizaram esse elemento (uma espécie de tijolo) vazado: Amadeu Oliveira Coimbra, Ernest August Boeckmann e Antônio de Góis. A grande novidade é o cobogó com tratamento acústico, que pode ser instalado em espaços residenciais e corporativos, multiplicando ambientes e dividindo sem dar a sensação de enclausuramento.

Disponíveis para profissionais e consumidor final, os cobogós Trisoft existem em vários tamanhos, padronagens e cores. São fáceis de instalar e limpar, além de leves e práticos. Seu formato contribui como uma das diversas soluções acústicas oferecidas pela Trisoft, que produz peças oriundas da fibra de garrafa PET, somado ao desenho e a disposição das peças na decoração.  Os Cobogós possibilitam a flexibilidade e modificação das divisões dos ambientes, sem a necessidade de alterar a iluminação geral e o sistema de ventilação do ar condicionado.

Reciclados e 100% recicláveis, pois são feitos com fibras de garrafas PET, os cobogós da Trisoft proporcionam infinitas possibilidades de se trabalhar espaços, residenciais oucorporativos, multiplicando ou dividindo ambientes  sem dar a sensação de enclausuramento.

Trata-se do único tipo de divisória que, além des ser acústica, permite a passagem da luminosidade, da ventilação, e possibilita a divisão de espaço enquanto decora e trata o conforto acústico.
Num único produto, são associadas a técnica e os benefícios do tratamento acústico, mais a estética do design de interiores. Os cobogós são perfeitos para qualquer ambiente, seja corporativo ou residencial, de modo que trata a divisão de espaços, decoração, e agrega na beleza aliando o conforto acústico. Além da questão de absorção sonora, as peças são fáceis de transportar, por serem leves e compactas, são fáceis para instalar e para limpar. Também podem ser removidos ou transferidos de lugar com muita facilidade.

Conheça as Vantagens da Trisoft

Os produtos Trisoft garantem toda a segurança na utilização, além de possuir todos os laudos que garantem essa segurança.

As Soluções Acústicas Arquitetônicas Trisoft possuem uma linha de produtos concebida para alcançar altos níveis de performance acústica, de modo a criar ambientes confortáveis, ao mesmo tempo em que cuida do meio ambiente.

Com uma ampla gama de produtos feitos com fibras de garrafas PET, os itens Trisoft são 100% recicláveis e se integram a todo tipo de ambiente, atendendo até mesmo aos gostos mais exigentes.

Composta por produtos inovadores e sustentáveis, as soluções acústicas arquitetônicas são perfeitas para isolamento térmico e acústico na Construção Civil. Com composição 100% reciclável, possuem fácil aplicação e alta performance, além de serem soluções completas e versáteis para atender a diversos tipos de projetos e com as mais diversas especificações.

O conforto acústico proposto pela linha se dá por meio do isolamento entre lajes, entre ambientes comerciais e residenciais, isolamento com absorção acústica decorativa de ambientes como estúdios, home theaters, teatros, igrejas, bares, restaurantes, etc.

Os atenuadores de ruídos são primordiais nos grandes centros: ar condicionados, construções, elevadores, geradores… são tantas fontes de ruído que é até difícil enumerar todas as que podem interferir na nossa qualidade de vida, sem que notemos. “A acústica sofre uma grande negligência no Brasil”, explica Maurício Cohab, diretor da Trisoft. A empresa é a maior fabricante de itens com fibra de garrafas PET da América Latina e, entre outros produtos, criou o Isosoft, material revolucionário e que pode ser usado nos mais diversos formatos, permitindo fácil aplicação e resultando no tratamento acústico em construções prontas, também com ótimo custo benefício.

“Quase todos os ambientes com grande número de pessoas requer tratamento acústico adequado, e isso é uma questão ligada à qualidade de vida”, garante Maurício.

Para a Trisoft, a necessidade de tratamento acústico nas construções é tão essencial que a empresa participa constantemente de projetos de incentivo às discussões sobre o assunto e às mudanças de práticas no mercado imobiliário e de decoração.

Segurança

A necessidade do cliente é uma mola propulsora para a Trisoft, pois daí começa todo um trabalho para criar a solução mais ecologicamente correta, mais eficiente e com o menor custo possível.

“Não medimos esforços para solucionar o problema de um cliente, investimos fortemente no desenvolvimento de produtos, testes e laudos técnicos para colocar no mercado materiais seguros e sustentáveis.”, diz Cohab.

Maurício Cohab é também quem define os métodos e processos para concretizar e aprimorar todas as ideias. Ele explica que dentro da Trisoft são realizados os testes iniciais, como de resistência e combustibilidade e depois que chegamos a um resultado satisfatório, começamos o processo para adquirirmos a patente.

Cada tipo de produto atende a normas diferentes e precisa de testes e laudos. “O IPT (Instituto de Pesquisas Tecnológicas) realiza todos os testes que precisamos, e dependendo do produto, precisamos realizar testes específicos em órgãos homologados”, explica Maurício.

Para você entender melhor, quando utilizamos nossa lã de pet em sistemas construtivos que utilizam gesso acartonado, por exemplo, precisamos de testes e laudos que determinem o tempo do retardo de chamas para definir quanto tempo é preciso para a evacuação do ambiente em caso de incêndio. Esses testes são realizados pelo IPT e pelos Bombeiros.

Todos os laudos necessários e o processo de patente não são obrigatórios para colocar o produto no mercado. As empresas podem desenvolver um produto, vendê-lo e aguardar o retorno do cliente com os problemas que venham a acontecer. Essa é a forma mais simples e barata de trabalhar. No entanto, a Trisoft não age dessa forma, não esperamos o problema acontecer para depois solucioná-lo, nós adiantamos e projetamos as possibilidades para não deixarmos que ele aconteça.

“Os custos desses laudos, testes, certificações e processos de patente são todos de responsabilidade da empresa e os encaramos como um investimento indispensável. A qualidade de nossos produtos, o respeito a nossos clientes e ao meio ambiente estão acima de tudo para a Trisoft.”, afirma Maurício Cohab.

  • Isolante térmico
  • Isolante acústico
  • 100% reciclável
  • Fabricado com lã de PET
  • Auto extinguível
  • Fácil de instalar
  • Não mofa com umidade
  • Fácil de transportar

Inovação

Maurício Cohab, diretor da Trisoft, explica por que o produto é tão revolucionário: “O Cobogó renova a criatividade na decoração e traz um diferencial incrível: altíssimo coeficiente de absorção sonora, melhoram muito a inteligibilidade do som e a reverberação do ambiente, ampliando resultado e aliando a estética com a funcionalidade”.

Ele explica que é possível distribuir peças de cobogó a 5cm, 7cm ou até 10cm uma da outra, de modo que  seja criado um tipo de labirinto para os sons, de modo a diminuir a reverberação do som, melhorarando a qualidade do ambiente. Nosso produto, por si, também já apresenta essa função, pois os materiais construídos com fibras de garrafas PET possuem a capacidade de absorver os ruídos.

Com os produtos Trisoft, feitos com Isosoft, material reciclado e 100% reciclável, os projetos ganham beleza, qualidade acústica e sustentabilidade: “daí chamarmos nossa linha de soluções acústicas integradas. Os produtos podem ser usados unidos ou separadamente, dependendo da necessidade do ambiente e da especificação desejada”, revela Maurício.

Opinião

Débora Barretto, arquiteta especialista em acústica, vice-presidente da Sociedade Brasileira de Acústica (Sobrac) e conselheira-fundadora da Associação Brasileira para a Qualidade Acústica – ProAcústica, explica que o cobogó “é um recurso da arquitetura bioclimática que deve sempre fazer parte dos projetos, já que associa ventilação, iluminação, beleza e também agrega a função acústica”.

A arquiteta diz que atualmente existem cobogós de diversos materiais. Variedade que combina com os mais diferentes estilos e designers de interiores. Do clássico, ao moderno e retrô. “Ele combina com todos porque, antes de qualquer coisa, o cobogó proporciona conforto ambiental, e como existem diversas formas, cores e materiais, pode se adequar a qualquer estilo de ambientação. Basta ter criatividade e aprender a incorporar esse elemento. Seguramente será um grande diferencial em todo projeto.”

Para Débora Barretto, o cobogó “aceita” se misturar com diversas referências. “Com certeza, já que não se trata de algo apenas decorativo, mas sim de um elemento que proporciona ambientes mais agradáveis tanto em termos térmicos, lumínicos, acústicos quanto principalmente visuais.” Grandes profissionais da atualidade não abrem mão desse recurso em seus projetos contemporâneos. O cobogó pode ser usado separando ambientes, na fachada da edificação, como muros ou ainda acima de portas. Dessa forma, as residências passam a ser mais confortáveis.

SAC Trisoft:+55 (11) 4143-7900| www.trisoft.com.br

Sobre a Trisoft

A Trisoft é a maior empresa da América Latina em produção de itens com lã de PET. Atuando há mais 55 anos no mercado, com qualidade, seriedade e responsabilidade sócio ambiental, investe em tecnologia para o desenvolvimento de produtos, transformando a despoluição do planeta em matérias primas para fazer produtos que melhoram a vida das pessoas. Tem como objetivo uma revolução no mercado, de modo a promover a sustentabilidade e a adesão cada vez maior das empresas à logística reversa.

A história da empresa Trisoft, que inicialmente era conhecida como Trianon, teve seu início em 1961, quando o fundador Sr. Charles Cohab, recém chegado ao Brasil, começou a produzir edredons de forma artesanal e em pouco tempo em escala industrial. Naquela época, há mais de 55 anos, as primeiras peças eram linhavadas à mão e confeccionadas sobre cavaletes.

O recheio ainda era de algodão, inicialmente comprado na farmácia do bairro. Nosso fundador lembra-se com orgulho do dia em que a Johnson & Johnson bateu em sua porta para saber qual novo hospital era aquele que estava consumindo tanto algodão! Posteriormente, com o crescimento deste segmento e o lançamento da manta de poliéster no mercado, a Trisoft buscou pesquisar e aprimorar-se tecnologicamente, passando a produzir mantas de poliéster para seu próprio consumo e para o abastecimento de grandes indústrias que começaram a despertar para a linha de acolchoados.